Blog Brio Office Negócios Imobiliários

Imobiliária em Itapema

Conceito aberto: benefícios dos ambientes integrados

Conceito aberto: benefcios dos ambientes integradosOs ambientes integrados se tornaram uma tendência no mercado imobiliário. Eles são muito procurados por quem busca um design moderno e valorização da amplitude de determinadas divisões de um imóvel.

Eles estão diretamente conectados ao conceito aberto dos ambientes, que é um jeito de viver bastante aceito pelos brasileiros. Isto ocorre tanto para projetos de arquitetura de interiores de casas, quanto para apartamentos. 
Esse novo estilo de vida faz com que a residência se valorize ainda mais pelo local de convívio familiar.

Ou seja, as propriedades com ambientes integrados possuem espaços amplos, permitindo dar maior dinâmica para os novos estilos de vida que surgem, trazendo mais conforto, principalmente para estes momentos em que, cada vez mais, passamos o tempo dentro de nossos lares.

Uma casa com conceito aberto, que apresenta ambientes integrados, nada mais é do que uma casa que possui praticamente todos os cômodos conectados e sem isolamento. Existem diversas formas de aplicar isto, mas a mais comum e difundida é dos espaços sem paredes.

Eles proporcionam diversos benefícios que agradam as famílias no dia a dia, gerando mais espaço e conforto no viver. No entanto, existem alguns percalços que podem ser contornados, se feitos de forma correta.

Nesse sentido, com a integração dos, amplifica essa união com a família, um dos maiores benefícios dos ambientes integrados. Mas também podem ocorrer alguns inconvenientes, como é o caso de cheiros e barulho da cozinha, por exemplo. Ou seja, como destacamos antes, é preciso escolher as melhores opções disponíveis.

Na realidade, a cozinha é reconhecida na cultura brasileira como o coração da casa. E, por isso, o conceito aberto dos ambientes integrados caiu no gosto do público. Além de promover essa união com a família, também aproxima o convívio entre os convidados, por exemplo.

Mas antes de tomar o passo de morar em um lugar com os ambientes integrados, é preciso avaliar como é o estilo de vida e a dinâmica diária de todos os moradores. 

Geralmente agrada as pessoas mais jovens, mas é preciso ter diversas questões em mentes para todas as idades. Por exemplo, ter conhecimento de como será utilizado pelos moradores, se gosta de cozinhar, receber amigos e convidados são grandes pontos a favor do conceito aberto.

No entanto, como nos referimos anteriormente, existem alguns problemas que podem atrapalhar os moradores. Independentemente do tamanho do imóvel, a integração pode proporcionar barulho em excesso e atrapalhar as pessoas que estão em outras áreas da casa, por exemplo.

A cozinha possui diversos utensílios que fazem bastante barulho e também o manuseio dos alimentos gera odores em todo o local. 

Eliminar a gordura é um dos maiores desafios, que podem ser driblados com coifas industriais em alguns casos, reduzindo quase que totalmente os odores. No entanto, evitar barulhos é algo muito complicado.

Nesse caso, se você não quer ficar tão próximo da cozinha, pode escolher imóveis de conceito aberto que não tenham aberto a cozinha. Desse modo, ele fica mais funcional, principalmente se o espaço for bastante amplo, com capacidade para deixar uma bela mesa de apoio para refeições e reuniões, por exemplo. 

Ali todos podem se reunir para preparar os alimentos e depois se direcionar para a área de convivência.
Outra opção, algo que pode ser visto principalmente em imóveis de alto padrão, está nos ambientes integrados que podem ser "mistos". Ou seja, existem opções de fechar os espaços quando necessário, com a utilização de portas de correr, por exemplo.

E com a pandemia do novo coronavírus, o home office se tornou um dos modelos mais utilizados de trabalho e, por isso, essa prática de poder alternar os ambientes integrados garante aos moradores atividades não compartilhadas.

Além disso, é importante saber que ao remover as paredes para aplicar o conceito aberto, você perde a uma área com capacidade de armazenagem. A solução para os ambientes integrados é fazer a instalação de armários flutuantes fixados em estrutura metálica, que garante essa opção, além de apresentar maior modernidade.

Por último, vale destacar que a integração dos ambientes também deve envolver o revestimento de piso contínuo. O mais comum é utilizar porcelanatos, cimento queimado ou ladrilho hidráulico, trazendo uma melhora significativa dos projetos. 

Mas para quem não gosta de piso único, pode uniformizar de uma maneira que dê menos informação visual, além de colaborar com a sensação de ambiente maior.

Ambientes integrados com a cidade

O conceito aberto também está recebendo a tendência de se conectar ainda mais com a cidade. Assim, os ambientes integrados além de possuírem funcionalidade, organização e versatilidade entre os espaços da propriedade, se conectam com o ambiente externo.

Com estes modelos, é possível estar mais integrado nas áreas comuns de um condomínio e com a vida ao redor dele, fazendo com que o morador não precise escolher entre um condomínio grande ou um apartamento espaçoso.

Dependendo do empreendimento, você pode levar comodidade e lazer para dentro do apartamento, com facilidades como piscinas, espaço fitness, quadras cobertas com iluminação e ventilação natural, entre outros. 

É claro que isso vai depender do projeto e da construtora e precisa ser muito bem elaborado.
 




Usamos cookies para personalizar conteúdos e melhorar a sua experiência. Ao navegar neste site, você concorda com a nossa Política de Cookies e Política de Privacidade.